Causas, sinais e tratamento da impotência em homens

A impotência é uma doença caracterizada por disfunção erétil. Na maioria dos casos, esta é uma patologia masculina, mas não uma exceção – uma deficiência feminina, que é diagnosticada em 25% dos casos de doença sexual. Para entender como tratar a impotência, é necessário descobrir o que contribuiu para o seu desenvolvimento: outras doenças que ocorrem no corpo ou distúrbios psicogênicos.

Tratamento

Só pode ser uma técnica extensa.

A medicação é a base da terapia, cujo efeito é direcionado ao seu método de aumento da ereção. Isto é conseguido afetando os músculos lisos dos principais constituintes da droga, relaxando o tecido cavernoso, o que causa a função erétil em vigília. Nesse caso, o espaço do corpo cavernoso do pênis aumenta, a circulação sanguínea aumenta e, conseqüentemente, a aparência de uma pressão característica no órgão.

Para agentes de cura potentes, é possível usar como Viagra, Cialis, Levitra. O primeiro medicamento, ou seja, o Viagra, é geralmente prescrito. É suficiente um comprimido, bebido antes da relação sexual (por hora), para normalizar a circulação sanguínea no pênis e na ereção. Como todos os medicamentos, o Viagra pode causar efeitos colaterais: dor de cabeça, transtornos mentais, patologia da função visual e do trato gastrointestinal.

Não é recomendado tomar o medicamento em conjunto com outros medicamentos e beber álcool. Dado o fato de que Viagra é um medicamento poderoso, é proibido prescrevê-lo sozinho, porque às vezes tal dispositivo não é suficiente para resolver a causa da falha.

Outros meios de impotência sexual são Cialis, que tem o mesmo efeito que Viagra, mas tem uma ação mais longa e uma menor quantidade de efeitos colaterais. O comprimido deve ser tomado 15 minutos antes da relação sexual. A ação da droga dura até 36 horas, e a ereção ocorre de forma independente após a excitação sexual. A única contra-indicação para tratar tal droga é o fluxo no corpo do coração ou vasos sanguíneos.